QUEM SÃO

QUEM SAO

No meio da noite

Vozes murmuram

Palavras ao vento

Perdidas no tempo

Ecoando no ouvido

Dos seres viventes

Chamados humanos

Mas na realidade

Nao sabe quem são.

Falam de ouro

Que foram enterrados

De baixo das arvárvo

E dos assoalhos

Escondidos no chão

Pelos escravos

Que foram calados

Nas suas senzalas

Pelos patrões.

Hoje eles estão

Como espíritos errantes

Implorando compaixão

Pedindo oração

Para a libertação

Dos tesouros guardados

Que os faz tanto mal

Impedindo a conquista

Da sonhada salvação.

No plano em que estão

Não precisam do ouro

Nem do prazer

Que dele advém

Porque eles não têm

O corpo necessário

Para desfrutarem

Do ouro transformado

Em jóia rara.

Mas hoje em contato

Com espíritos encarnados

Doam seus pertences

Para serem liberados

Dos tesouros guardados

De baixo do chão

Buscando evolução

Sem saberem dizer

Na verdade quem são.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s